A taxa de rejeição é uma das métricas mais utilizadas dentro do Google Analytics pelos profissionais de marketing. Porém, caso esteja migrando para o Google Analytics 4 e se preocupando onde você irá achá-la na nova versão, este post é para você.

Google Analytics 4 é a revolução do Google Analytics tradicional, e possui diversas modificações e novidades, que num primeiro momento podem confundir, mas que com o tempo irá se tornar fácil, como falamos neste artigo aqui.

Mas o que é a Taxa de Rejeição no Google Analytics?

Resumidamente a taxa de rejeição é quando um usuário entra no seu site, e sai sem fazer nenhum hit ou ação dentro desta página, isso é chamado de rejeição, pois aquele usuário rejeitou os outros conteúdos do seu site.

A taxa de rejeição, então, nada mais é que a porcentagem de usuários que “rejeitam” seu site, mediante o total de visitas que foram registradas. Com isso se obtém um número, que quanto menor for, melhor é o engajamento do seu site.

Em contrapartida quanto maior for esta taxa, pior é o seu engajamento, pois o objetivo da taxa de rejeição é medir o quanto as pessoas permanecem em seu site, ou aplicativo, de modo a ranqueá-lo melhor dentro do google.

A maioria das empresas também incluem outras ações para medir esta taxa como por exemplo, cliques, rolagem da página, quantidade de downloads, e até mesmo o tempo que um usuário permanece no site.

Diversas outras métricas podem ser levadas em consideração para se calcular a sua taxa de rejeição, de modo que um usuário pode até não ir para alguma outra página, mas ele pode realizar outras ações que indicam que ele gostou do seu site.

Na realidade é que não existe uma regra para calcular a taxa, de modo que cada site possui um objetivo específico que pode ser utilizado para realizar o cálculo de um modo mais interessante para o seu site ou app.

Outro fator importante a se considerar é que uma taxa de rejeição alta pode significar também uma implementação do Google Analytics de forma inadequada, excluindo ações importantes dentro do site como mencionado acima. Vale lembrar que o GA Universal, não incluía hits como rolagem de página em sua configuração padrão o que deixava muitos sites com essa taxa alta, assustando seus gerentes.

Confuso(a) com todas as mudanças do Google Analytics 4? Você pode simplificar todo o processo de migração e utilização do GA4 Aqui.

Taxa de Rejeição no Google Analytics 4

No Google Analytics 4 (também chamado de GA4), não existe taxa de rejeição, no entanto a nova versão oferece uma nova forma de medir o engajamento do seu site ou aplicativo, que é chamada de Taxa de Engajamento.

Por padrão, o novo Google Analytics já deixa instalado eventos de scroll, pageview, click e outros para monitorar adequadamente o comportamento do usuário. Por esse motivo, a taxa de rejeição foi substituída pela Taxa de engajamento.

Para ser considerada a taxa de engajamento, a seção de um usuário no seu site deve ter 10 segundos ou mais, ou ele deve visitar duas ou mais páginas pelo site, ou telas para aplicativos, ou ainda iniciar um evento de conversão.

Tempo Médio de Engajamento no Site, Taxa de Engajamento

Taxa de Engajamento Vs Taxa de Rejeição

Para quem já está acostumado a gerar relatórios com base ou levando em consideração a taxa de rejeição, é possível converter a taxa de engajamento em taxa de rejeição.

Para isto basta realizar um simples cálculo, onde você irá pegar a taxa de rejeição no GA4, subtraí-la de 100% para ter a sua taxa de rejeição convencional.

Por exemplo:

Valor Fixo = 100%

Taxa de Engajamento = 85%

Taxa de Rejeição = ?

A fórmula pode ser escrita da seguinte maneira: Valor Fixo – Taxa de Engajamento = Taxa de Rejeição.

Que no exemplo seria: 100% – 85% = 15%

15% seria então a taxa de rejeição do seu site ou aplicativo.

Por via de regra você vai pegar a taxa de engajamento, e o que faltar para 100% será a taxa de rejeição, no exemplo fica simples, mas na prática com números muito quebrados a formulinha pode ser útil na hora de preparar o seu relatório.

Utilizando estes cálculos a sua taxa de rejeição irá cair automaticamente, sem nenhuma mudança real no seu site, isto porque a taxa de engajamento é calculada a partir de visitas, tempo gasto no site, ou um evento de conversão.

Então a sugestão é que no Google Analytics 4, você deixe de lado a taxa de rejeição e comece a fazer os seus relatórios utilizando a nova métrica, a Taxa de Engajamento.

Mas onde eu encontro a Taxa de Engajamento?

Esta taxa não está disponível em todos os relatórios. Para ver o relatório específica da Taxa de Engajamento, você deve ir até “Aquisição”, depois clicar em “Aquisições e Aquisições de Usuário”, depois deve clicar em “Relatórios de Aquisição de Tráfego”.

Posteriormente você pode verificar as sessões engajadas e taxa de engajamento por origem de tráfego neste mesmo relatório.

Relatório de Agrupamento por Origem de tráfego

Quais outras métricas podem ser analisadas?

O Google Analytics 4 fornece diversas outras métricas de Engajamento, como por exemplo:

  1. Sessões Engajadas;
  2. Sessões Engajadas por Usuário;
  3. Tempo Médio de Engajamento;

Deixe nos comentários se você já utilizou a nova forma de medir a taxa de rejeição no Google Analytics 4.

Ou se você ainda está confuso com todas as mudanças?

Caso queira entender um pouco mais sobre todas as novidades, e uma ajuda especial na migração para o Google Analytics 4, você pode encontrá-la Aqui.

Cadastre-se para novas atualizações

Cadastre seu email e receba nossos novos artigos relacionados ao Marketing Digital.

Não se preocupe. Também não gostamos de SPAM.

Obrigado! Seu email foi cadastrado com sucesso.

Cadastre-se para novas atualizações

Cadastre seu email e receba nossos novos artigos relacionados ao Marketing Digital.

Não se preocupe. Também não gostamos de SPAM.

Obrigado! Seu email foi cadastrado com sucesso.

Pin It on Pinterest

Share This
× Fale no Whatsapp!