Se você chegou até aqui, é porque conhece os conceitos que fazem parte de uma estratégia de marketing completa, incluindo a landing page. Entretanto, além de saber como as diferentes técnicas funcionam, é preciso adotar boas práticas para garantir que elas estão sendo aplicadas de uma inteligente.

O marketing agressivo é algo que, definitivamente, não funciona mais. Por isso, a sutileza, o dinamismo e os conteúdos que chamem a atenção do público devido à sua relevância e utilidade são o melhor caminho para construir presença e autoridade nas plataformas online.

Aprenda, a seguir, quais são as características que uma landing page eficiente deve ter, as práticas que geram mais resultados e quais devem ser evitadas.

Vamos lá!

1 – Defina poucos campos para serem preenchidos pelo visitante

A principal característica do usuário da internet é a impaciência. Assim, se ele for direcionado para uma landing page que mais parece um cadastro burocrático, vai concluir que não vale a pena preencher todos aqueles campos para acessar o material.

Por essa razão, você deve ser muito estratégico e cuidadoso na escolha dos campos que estarão na sua página. Solicite apenas informações indispensáveis, como nome, e-mail e cargo, por exemplo.

Um número razoável de campos gira em torno de três perguntas. Entretanto, se você ainda tiver dúvidas ou se considerar que o seu público-alvo estará disposto a ir além, faça testes.

Desenvolva duas landing pages ou mais, com pequenas variações entre elas e veja qual gera mais resultados e torna o visitante mais receptivo a trocar os seus dados por uma oferta de conteúdo.

2 – Descreva o material que está sendo ofertado e como ele vai gerar valor para o lead

Muitas empresas, blogs e outros segmentos da internet usam a estratégia da landing page. Então, é difícil encontrar alguém que nunca tenha chegado até um formulário desse tipo.

Em um contexto como esse, existe uma prática que vai diminuir a resistência inicial do leitor em preencher as informações de contato. É a descrição do material oferecido.

Para isso, seja objetivo e liste quais são os tópicos, no caso de um e-book, por exemplo, e como ele vai ajudar o lead a tomar uma decisão ou aprender algo com maior praticidade.

Do ponto de vista do seu potencial cliente, não há garantias de que ele está, realmente, oferecendo os seus dados por algo que valerá a pena. Logo, mencionar mais detalhes é similar a disponibilizar uma amostra grátis, além de provocar uma percepção mais positiva, transparente e profissional por parte da empresa.

3 – Utilize um design que transmita confiança e profissionalismo

Outro ponto que merece muita atenção é o design da landing page. Utilize uma paleta de cores harmoniosa e elegante.

Tenha cuidado com exageros, sensacionalismos, composições antiquadas, desalinhamentos, fontes que não transmitem credibilidade e outros atributos.

Por fim, disponha todos os elementos, cores e textos de uma forma organizada e que provoque uma sensação visual agradável. Mesmo os mais mínimos detalhes contam muito, pois provocam emoções e ajudam o cérebro a definir se irá adiante ou não.

Agora que você já sabe como criar um landing page de sucesso, que tal entrar em contato e solicitar uma análise prévia de presença online? Saiba como está o seu ranqueamento nos motores de busca e o nível de eficiência das estratégias que você está aplicando em seu site!

Cadastre-se para novas atualizações

Cadastre seu email e receba nossos novos artigos relacionados ao Marketing Digital.

Não se preocupe. Também não gostamos de SPAM.

Obrigado! Seu email foi cadastrado com sucesso.

Cadastre-se para novas atualizações

Cadastre seu email e receba nossos novos artigos relacionados ao Marketing Digital.

Não se preocupe. Também não gostamos de SPAM.

Obrigado! Seu email foi cadastrado com sucesso.

Pin It on Pinterest

Share This
× Fale no Whatsapp!